Imagem capa - Te disseram que a luz do flash dedicado não é natural? (WTF?) por Daniel Magalhães
Fotografia

Te disseram que a luz do flash dedicado não é natural? (WTF?)

Existem grandes mitos acerca do flash dedicado e a maioria vêm da própria falta de conhecimento desta ferramenta, que é uma das mais versáteis e de melhor custo-benefício para o fotógrafo.





O flash dedicado, oferece luz na sua forma mais bruta e precisa ser entendido pra que possa lapidar essa luz e chegar no resultado ideal. Neste artigo, vou apresentar quatro mitos acerca da luz do flash e vou te mostrar como resolvê-los e extrair todo potencial dessa ferramenta.


Na minha experiência em workshops de fotografia, muitos fotógrafos me contam que em um dado momento tentaram utilizar o flash dedicado, mas pararam porque acharam que a luz não era natural. 


 "Luz natural" é um conceito bem relativo. O que fotógrafos buscam obter, na verdade,  são resultados que pareçam verdadeiros e produzam imagens de destaque. O mesmo flash dedicado, pode te proporcionar luz difusa com sombras suaves ou luz dramática com sombras marcadas. (olha que legal!). Basta saber como utilizar e ambos os tipos de luzes podem gerar resultados satisfatórios dependendo da situação.





Aqui abaixo, vou te apresentar os quatro mitos sobre a luz do flash que mais escuto  e vou rebatê-los pra você: 


"A luz do flash é muito marcada!" O tamanho físico do flash é pequeno, isso significa que, ele sempre te proporcionará uma luz de maior contraste com sombras marcadas. Nós temos excelentes "espalhadores" de luz como sombrinhas, omni-bounce, gary fong paredes e tetos... Mas estes acessórios apenas espalham a luz por todos os lados e isso não torna ela necessariamente mais natural. O que se deve buscar conseguir é difundir a luz do flash, mas  sem perder direcionamento. Essa é a receita para conseguir aquela luz envolvente das pinturas renascentistas. Esse tipo de resultado, você vai conseguir por exemplo,  com um softbox.





"A luz do flash é muito branca!" O flash dedicado oferece luz em temperatura 5400K ou algo em torno disso. Isso é ótimo, pois te possibilita inserir qualquer filtro de luz sem ter que antes corrigir o tom do luz. Se você faz muitos ensaios em externas, em dias ensolarados e quer reproduzir qualidades da luz do sol, você pode inserir um filtro CTO (color temperatura orange) no seu flash





"A luz do flash é artificial!"  Esse mito é quase o mesmo do primeiro, mas aqui vou te apresentar um outro fator a se resolver para usar o flash dedicado. Quando pergunto sobre as características da luz difusa, sempre me falam das sombras suaves, transição gradual entre luz e sombra...mas quase sempre não citam que para se obter luz suave ou difusa, precisamos de uma  fonte de luz de tamanho grande. Portanto, não basta usar um copinho difusor na cabeça do seu flash, ou aquela plaquinha de acrílico que vem nele; é necessário aumentar fisicamente o tamanho dessa luz e como o flash é pequeno, você precisa de um grande difusor pra ele! Quando comecei a ,fotografar fiz minhas primeiras experimenções, atravessando a luz do flash em um grande difusor.





"A luz do flash é muito chapada" Esse mito tem haver com outros dois acima e o fato de os mitos estarem inter-relacionados, mostra que os problemas se somam como uma bola de neve e, por falta de conhecimento, as pessoas preferem abandonar este pequeno-valente.  Desconsiderando a possibilidade de você estar usando o flash on-camera, (que logicamente vai te dar uma luz chapada), um dos grandes motivos de as pessoas estarem achando a luz chapada é o fato de estarem usando os modificadores que citei acima que apenas espalham a luz por todos os cantos. Ao espalhar a luz por todos os cantos, é difícil obter direcionamento de luz, o que vai te ajudar obter mais sombras ao movimentar a iluminação. Outro possível fator é que, muitas vezes, fotógrafos usam acessórios grandes demais como Octobox de 150cm ou 200cm. O Octobox proporciona menor controle da luz que um Softbox, então ; é mais possível conseguir luzes chapadas com grandes modificadores.




Neste artigo, compartilhei diversas fotografias que foram feitas todas utilizando um flash dedicado ou mais como fonte de iluminação. Estas técnicas compartilhadas aqui e diversas outras, podem te ajudar a conseguir resultados mais naturais com a sua iluminação e extrair todo o grande potencial que o seu flash tem. 


Se você quer descobrir mais sobre o poder do seu flash dedicado, o meu workshop foi preparado ao longo de vários anos e é a experiência certa para transformar sua fotografia. Clique aqui e saiba mais!



#coreluzsempre




#coreluzsempre