Flash Dedicado e Filtros de Cor | Bedroom Sessions 01

Bedroom Sessions faz parte de uma série de ensaios autorais usando flash dedicado e filtros de cor que sempre gostei de produzir. Minha relação com a cor e luz na fotografia tem sido muito intensa e vejo que cada oportunidade de experimentar com essa linguagem traz a oportunidade de novos aprendizados. Esse ensaio é o

Bedroom Sessions faz parte de uma série de ensaios autorais usando flash dedicado e filtros de cor que sempre gostei de produzir. Minha relação com a cor e luz na fotografia tem sido muito intensa e vejo que cada oportunidade de experimentar com essa linguagem traz a oportunidade de novos aprendizados.

Esse ensaio é o primeiro da série -que não tem um número específico de ensaios para acontecer-  produzi todas as fotos em um mesmo quarto com a modelo Pamela Jesus. Como já trabalhamos juntos por diversas vezes e a Pamela sempre entrega muito nos trabalhos, foi uma oportunidade de estar ainda mais à vontade pra experimentar.

O primeiro passo foi definir a cartela de cores e recorri à um set de filtros/gelatinas da Lee Filters. Esse passo é fundamental pois determina em grande parte, o clima/mood das fotos. Gosto ainda de optar por variações menos padronizadas dos tons de cores que escolhi. Se por exemplo escolher uma cartela com azul, amarelo e vermelho, vou optar por tonalidades menos fáceis de se encontrar dessas cores. isso traz ainda mais singularidade pro resultado.

O próximo passo, foi reavaliar as referências que já tinha compartilhado com a Pâmela e inspiraram o nosso ensaio. Nesse momento também, gosto de repassar as opções de produções que a Pâmela trouxe e definimos qual será  o primeiro set que fotografaremos.

Para a iluminação, estou usando essencialmente flash dedicado e filtros de cro  entre três a cinco unidades do flash dedicado TT685 da Godox . Os speedlites são ideais para situações como essa, pela sua baixa potência, o que permite adicionar toques sutis de luz e ainda aproveitar parte da luz ambiente.

Os passos seguintes são basicamente definidos no momento, conversando com a modelo, analisando as possibilidades que temos na locação e buscando novas idéias em conjunto. Gosto muito desse processo de trabalhar com o imprevisível e criar no momento. Acredito que aguça a criatividade e deixa o ensaio mais fluido.
Esse telefone azul da primeira foto, não estava nos planos. Encontramos na locação e no momento me lembrou a obra “Oh Jeff…” do artista pop norte americano Roy Lichtenstein.

Fatos como esse, reforçam pra mim o quanto é importante para o fotógrafo ter um universo rico de imagens, pesquisas visuais e referências na memória. São elas que vão atuar no momento da fotografia e muitas vezes, fazerem diferença nos seus resultados.

Decifrando a Luz – Em breve

Curso Avançado de Iluminação

Cadastre-se para saber em primeira mão sobre o meu novo curso online de iluminação.